Sobre você (em um parágrafo)

Entre tudo o que me afeta você é o que me adoece mais. É o que me perfura as entranhas e me faz perder o fôlego que não tenho. O que me leva à beira do precipício e ao olho do furacão. Você é o que eu encontrei sem ao menos ter procurado. É chuva. É vento. É o que me gela o peito e me retira o sono. É minha perdição em forma de inocência e o alívio enquanto espero: a dor, a solidão, a morte. É meu corpo. É minha alma. É definitivamente tudo em mim.


Crédito da foto: Daria Nepriakhina, sob licença CC0.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s