Lágrimas de chuva

Estamos separados pelas lágrimas de chuva que se jogam do céu. Elas não pedem licença e nem se importam, apenas caem com a autoridade que lhes foi designada.

Estou em frente à janela. Está fechada porque faz frio. O frio também faz parte dessas lágrimas, assim como a distância entre você e eu.

Eu poderia sair mesmo assim, correr na sua direção que é pra onde meu coração aponta. Mas meus cabelos ficariam molhados e, não sei gosto de cabelos molhados.

Eu deveria ter aqui uma capa de chuva pra me proteger de todas essas lágrimas e assim correr e não molhar os cabelos, apenas o sapatos. Será que eu me importaria com os sapatos molhados?

Devo pensar em algumas alternativas para lidar com essas lágrimas. Farei isso um dia, talvez, mas definitivamente não hoje. Já não tenho esperanças de sair de casa, chove demais.


Crédito da foto: Redd Angelo,sob licença CC0.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s