Budapeste com amigos, criança e cachorros

Visitar Budapeste foi uma das maiores experiências da minha vida. Fiquei tão apaixonada pela cidade que toparia me mudar para lá agora mesmo. Foram 5 dias rodeados de amigos queridos, comidas deliciosas e de todo o astral de que envolve aquela cidade linda e de tirar o fôlego.

Buda002
Tereza e eu acordando em Budapeste

A cidade

Budapeste é a capital e mais populosa cidade da Hungria. Tem cerca de 1 milhão e 700 mil habitantes espalhados aos arredores do Rio Danúbio, um dos maiores rios da Europa que corta a cidade e a divide em duas partes: o lado Buda e o lado Peste. A cidade é tão encantadora que além de ser uma das mais visitadas na Europa, figura tranquilamente entre as primeiras colocadas nas listas das cidades mais bonitas do mundo. O idioma oficial é o Húngaro mas é possível  se virar bem na cidade usando o inglês.

O trajeto e a hospedagem

Budapeste fica à 4 horas de trem de Brno. Como viajamos com a Tereza e o Marvin essa foi a melhor opção para nós, já que de ônibus não é possível transportar animais. Outra coisa legal de viajar de trem é que é possível reservar os assentos em vagões específicos para quem viaja com crianças. Além disso, crianças com menos de seis anos não pagam passagem (só que não é possível fazer reserva de assento). Já os cachorros de médio e grande porte pagam ticket de acordo com a quilometragem. Animais de pequeno porte, não pagam e precisam ser transportados em caixas/bolsas de viagem.

Chegamos na cidade pela estação Keleti Pályaudvar, que impressiona pela arquitetura belíssima, e de lá seguimos para o apartamento no Airbnb que escolhemos para a nossa estadia. Foi a segunda vez que usamos o serviço e desta vez foi perfeito. Além da economia (se comparamos aos custos de um hotel) e de ter maior privacidade ainda é possível escolher entre as opções que aceitam cachorros e pra nós essa é a maior vantagem.

Buda
Estação Keleti
Buda008
Vista da janela do apartamento

Reencontrando os amigos

O motivo da nossa viagem foi além do turismo. Fomos reencontrar um casal de amigos queridos que estão morando em Budapeste, a Alline e o Andrei. Coincidentemente, nos dias em que estivemos por lá, eles estavam recebendo a Nanda, que foi co-orientadora da Alline no mestrado e também trabalhou num projeto com o Victor uns anos atrás, e o Pedro, filho dela, que acabou de terminar um estágio de graduação em Praga. Juntos eles estavam viajando e pela Europa e nessa semana tiraram pra conhecer Budapest. Assim que deixamos nossas malas fomos nos encontrar e encerrar a noite no Napfényes Étterem, um restaurante vegano bacanérrimo que ficava ali por perto.

IMG_0215
Tetê e Tito se divertindo no restaurante vegano Napfényes Étterem

Budapeste009

 

 

Turistando em 4 dias

Quinta-Feira

Na quinta-feira pela manhã fomos tomar café na casa da Alline e do Andrei para conhecer o espacinho deles e também ver os gatos: Théo, Nick e Costelinha. A Tereza amou e foi a primeira vez que ela viu um miau-miau.

IMG_0240
Conhecendo o miau-miau
IMG_0239
Tetê, Tito e o Nick

No início da tarde começamos o nosso tour pela cidade indo conhecer a Citadella, uma fortaleza que fica no topo da Colina Géllert (Gellért-hegy).  A subida é bem íngreme e foi um pouco puxado já que estávamos com o carrinho da Tereza. Mas é um esforço que vale à pena. Lá de cima é possível ter uma vista incrível da cidade e apreciar as pontes que cruzam o Rio Danúbio. A Tereza ficou encantada!

Budapeste004
Tetê e eu na Citadella observando o rio Danúbio

Além da vista, outra coisa que atrai os turistas até o topo da colina é o Memorial da Liberdade com  a Estátua da Liberdade (Szabadság-szobor), um monumento construído em dedicação à União Soviética que ajudou o povo húngaro a se libertar do domínio nazista. A estátua tem 14 metros e é feita de bronze.

Budapeste050
Estátua da Liberdade (Szabadság-szobor)

A visita ao mirante e ao memorial não é paga mas em contrapartida os serviços e produtos vendidos lá são um pouco mais caros do que os oferecidos em outros pontos turísticos. Se quiser economizar deixe para comprar a cerveja e as lembrancinhas em outro lugar. 🙂

Budapeste040
Pedro, Nanda, Andrei, Eu, Tereza e Marvão na Citadella
Budapeste039
A trupe num jardim da colina Géllert
Budapeste051
Marvão

Depois de visita, descemos à ladeira pra conhecer a  hamburgueria vegana Vegan Love  e poder provar o melhor hambúrguer vegano que eu já comi na vida. Aliás, deixa eu abrir uma brecha aqui pra dizer que: eita cidade pra comer bem, viu? Especialmente pra quem não come carne, que é o meu caso. Desde que eu saí do Brasil foi a primeira vez que eu comi realmente bem fora de casa sem contar a sensação gostosa de poder escolher qualquer comida do cardápio. Não tem preço!

35067859013_3e589a98b8_o.jpg
Menu do Vegan Love ❤

Depois de empanturrados, Alline e eu fomos levar a Tereza na Pagony, uma livraria infantil que fica ali ao lado enquanto o resto da turma se acomodou no Café Gottier pra esperar a gente.

Infelizmente eu não tirei fotos da livraria e me arrependo amargamente disso. O lugar é um encanto e o atendimento é excelente. Se você tem criança e for visitar Budapeste, dá um pulo lá! Você pode tomar um café enquanto as crianças brincam e ainda pode levar pra casa livros em edições lindas pra ter como recordação da cidade. Olha esse aqui que eu comprei por indicação da vendedora. Tereza adorou. 🙂

Budapeste008
Tetê e seu livro húngaro
Budapeste048
Criança feliz!

Depois da livraria e do café, a turma se separou novamente. Nanda e Pedro foram andar pra outras bandas enquanto a Alline o Andrei levaram a gente para um walking tour. Estávamos no centro da cidade, ao lado oeste do rio. Cruzamos a Ponte de Liberdade (Szabadság híd), passamos em frente ao Mercado Central (Nagyvásárcsarnok), caminhamos num calçadão olhando as estátuas  e o Castelo Buda que está do outro lado do rio, andamos pela Váci Utca, uma das mais famosas ruas no centro da cidade e terminamos o nosso dia ao lado da roda gigante da praça Praça Deák Ferenc.

Budapeste003
Tetê e seu encantamento pelo rio
Budapeste018
Nós 4 atravesssando a Ponte da Liberdade (Szabadság híd)
Budapeste002
Andrei e Alline ❤

Buda007
Marvão fazendo charme em frente ao Mercado Central (Nagyvásárcsarnok)
Buda001
Pausa para o sorvete na Váci Utca

Sexta-feira

O plano inicial para sexta-feira era esperar a Marina e o Watson se juntarem à gente e depois irmos todos comemorar o aniversário da Alline num piquenique no fim do dia. Como a previsão era de chuva, a comemoração ficou para o dia seguinte e não marcamos nada para período da tarde. De manhã, Victor e eu mais a  Tereza e o Marvin fomos para a Ilha Margarida (Margit-Sziget) enquanto o Andrei pegava a  Marina, Watson e Sidney na estação pra ir nos encontrar mais tarde.

A Ilha Margarida é atualmente um parque que fica no meio do rio Danúbio no lado oeste da cidade com várias atrações como jardins, mini zoológico e as fontes musicais dançantes que foi a atração mais legal lá, na minha opinião. Passamos a manhã lá e depois, no inicio da tarde, seguimos para almoçar no Hummus Bar, uma rede de restaurantes de comida libanesa que é ó, de cair o queixo.

Budapeste027
Tetê na Ilha Margarida (Margit-Sziget)
Budapeste028
Watson, Marvin e Sidney ao fundo
Budapeste026
Andrei e Tetê observando os animais no mini zoológico.
Budapeste016
Fontes musicais

Depois do almoço, sempre tem alguém que precisa de um café então demos um pulo no Madal Café, que estava ali ao lado.  A decoração desse café é inspirada no professor espiritual Sri Chinmoy e o ambiente é super zen, com fotos e citações do guru por todos os lados. Vale a pena conhecer.

Budapeste035
Capuccino do Madal Café

O resto da nossa tarde foi de molho no apartamento esperando a tal da chuva que não caiu e no início da noite fizemos outro walking tour. Dessa vez fomos ver a Basílica de Santo Estêvão (Szent István-bazilika), alguns monumentos em homenagem ao comunismo e aos judeus e por fim, o majestoso prédio do Parlamento Húngaro (Országház). Depois fechamos a noite no delicioso restaurante Da Mario que fica a alguns metros dali.

Budapeste034
Marina, Eu, Tetê e Sidney em frente à Basílica de Santo Estêvão (Szent István-bazilika)
Budapeste033
Domo da Basílica de Santo Estêvão (Szent István-bazilika)
Budapeste015
Marina, Eu, Tetê e Sidney em frente ao Parlamento Húngaro (Országház).
Budapeste046
Tetê no restaurante italiano Da Mario
Budapeste045
Tetê no restaurante italiano Da Mario

Sábado

No sábado, tínhamos reserva às 13h30 pra comemorar o aniversário da Alline. Como acordamos tarde e não dispunhamos de muito tempo demos um pulo rápido na Praça dos Heróis (Hősök tere), uma das mais importantes da cidade, lanchamos na Praça da Cidade (Városligeti-tó) e logo já voltamos pra encontrar a turma no Mazel Tov para o almoço. Além da comida deliciosa (o restaurante é libanês) a decoração do ambiente é a coisa mais linda e a Alline estava super feliz

Budapeste005
Estátutua do Arcanjo Gabriel na Praça dos Heróis (Hősök tere)
Buda004
Estátua do Arcanjo Gabriel e os setes chefes tribais húngaros

Budapeste032

Budapeste013
Castelo de Vajdahunyad
Budapeste025
Tetê escolhendo o que ela ia comer…
Budapeste024
Escolheu!
Budapeste023
E foi de limonada. 🙂
Budapeste031
Shakshuka
35894305345_b999fee8d2_o
Hummus com cogumelos
Budapeste052
Sanduíche de falafel com fritas
Budapeste044
A trupe no Mazel Tov comemorando o aniversário da Alline. Faltou a Marina que estava tirando a foto.

O plano para depois do almoço era ir na Parada Gay  mas além do Victor estar com dor de cabeça, eu achei que o sol estava muito quente pra Tereza então nós três voltamos pro apartamento enquanto o resto da trupe seguiu pra curtir a Parada. No início da noite fomos jantar no Hummus Bar e depois seguimos para o Bastião dos Pescadores (Halászbástya) pra ter mais uma vista incrível da cidade.  A vantagem de ir à noite é que não tem Sol pra torrar as nossas cabeças,  a quantidade de turistas é reduzida e a entrada é gratuita. A desvantagem é que não deu pra ver o telhado colorido da Igreja Mathias (Halászbástya) que todo mundo diz que é lindo!

Budapeste041
Parlamento Húngaro (Országház) observado do Bastião dos Pescadores (Halászbástya)
Budapeste042
Cidade de Budapeste observada do Bastião dos Pescadores (Halászbástya)

Domingo

Domingo foi dia de empacotar as coisas pra voltar pra casa. O nosso trem era as 15h00 e o plano era ir tomar café da manhã/almoçar no Szimpla, um bar e restaurante que funciona num local abandonado (ruin bar). O estilo do lugar é massa. No domingo rola uma feira e tem esse bufê que é servido até as 14h00. Você paga um valor fechado, 5000 forints, que dá aproximadamente 60 reais e pode se servir à vontade. Não é barato mas vale muito à pena. Como à comida fica exposta, não era permitida a entrada de animais então dividimos a trupe novamente. Victor foi com a Alline, o Andrei e os cachorros para o Mazel Tov e Eu, Tereza, casal MaWa, Nanda e Pedro ficamos no Szimpla. Nem preciso dizer que a minha bichinha amou né, olha ela aí debulhando o milho.

Budapeste021
Tetê e o milho

 

 

Budapeste022
Victor, Andrei, Marvin e Sidney no Mazel Tov

 

Budapeste030
Uma parte da trupe tomando café/almoçando no Szimpla antes de voltarmos pra casa

 

 

Foram 5 dias muito bem aproveitados embora não tenhamos conseguido ver várias coisas como o Castelo de Buda, o Memento Park e o Bairro Judeu nos despedimos de Budapeste de barriga e corações cheios e carregamos na mala a saudade e o imenso desejo de voltar.

Budapeste036Budapeste020

 

Créditos das imagens: Victor Toso, Alline Kobayashi, Andrei Tognolo, Marina Merlin, Watson Sato.

 

9 thoughts on “Budapeste com amigos, criança e cachorros

  1. Catielle adorei Budapeste! Mais que isso, adorei a leitura e viajar com vcs nesta aventura através do seu texto! Que venham muitas viagens e muitos posts ! E as fotos? Que delícia! Adorei tudo! ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s